Como calcular o IMC?

0
56
Como calcular o IMC?
Como calcular o IMC?

Você sabe como calcular o IMC? Aliás, você sabe o que é IMC e para que ele serve?

Responderemos essas perguntas aqui.

IMC significa Índice de Massa Corpórea. Em outras palavras pode ser  considerado a densidade do seu corpo por centímetro cúbico.

Esse índice é utilizado para muitas coisas, tais como:

  • Ver se a criança está desenvolvendo conforme o esperado;
  • Ver se a pessoa está no peso ideal, acima do peso ou abaixo dele;
  • O IMC serve como base para casos de cirurgias bariátricas.

Esses são apenas alguns exemplos. Basicamente o IMC rege a vida da pessoa para saber se ela está abaixo do peso, no peso ideal, com sobrepeso ou com obesidade.

Muitas academias utilizam o IMC como forma de saber qual os tipos de exercícios que a pessoa precisa.

 

Como calcular o IMC?

A vantagem do IMC é que você mesmo pode calcular ele em casa, você só precisa saber o seu peso e altura de forma exata.

O calculo é o seguinte:

IMC = Peso / Altura²

Ou seja, é o seu peso em quilos, dividido pela sua altura em centímetros ao quadrado (altura x altura).

Vamos fazer um exemplo para você entender melhor.

Supondo que uma peso tenha 1,70 de altura (1 metro e 70 centímetros) e seu peso seja de 85 quilos. O calculo será o seguinte:

IMC = 85 / (1,70 x 1,70)

Faça primeiro a multiplicação da altura.

IMC = 85 / 2,89

Agora dívida um pelo outro.

IMC = 29,41

Ou seja, essa pessoa tem um IMC de aproximadamente 29,41.

 

Como conferir o seu IMC?

Com o exemplo dado anteriormente, será que aquele resultado significa que a pessoa está dentro do peso considerado ideal, abaixo dele ou acima dele?

Para saber isso existe uma tabela para se basear. Confira:

  • Menos do que 18,5 = Abaixo do peso;
  • Entre 18,5 e 24,9 = Peso normal;
  • Entre 25 e 29,9 = Sobrepeso;
  • Entre 30 e 34,9 = Obesidade nível 1;
  • Entre 35 e 39,9 = Obesidade nível 2;
  • Mais do que 40 = Obesidade nível 3.

Ou seja, no exemplo realizado essa pessoa estaria com sobrepeso, faltando pouco para entrar no nível de Obesidade nível 1.

Ela precisa de forma urgente iniciar uma reeducação alimentar e também a prática de exercícios físicos.

Se você chega em uma academia com esse nível de IMC é bem provável que eles vão indicar para você uma série de exercícios anaeróbicos que, por regra, são mais rápidos para a perda de peso.

No entanto é importante frisar que o IMC não serve apenas para dizer qual o seu nível de ‘gordura no corpo’. Ele serve também para mostrar como está a sua saúde.

Uma pessoa com IMC de sobrepeso já sabe que sua saúde não se encontra da melhor forma.

Já algumas academias podem pedir que você primeiro consulte um médico para ver como está sua saúde, principalmente a do coração, quando você se encontra com IMC acima de 30 (Obesidade).

 

Os perigos de cada ‘nível’ de IMC

Quais os riscos para a sua saúde quando você não está dentro do IMC considerado ideal?

Vamos te explicar.

 

Abaixo do peso

IMC abaixo de 18,5.

Existe a possibilidade que você esteja com alguma doença que está prejudicando o seu ganho de peso, como por exemplo, o hipertiroidismo.

Pode ser também que você não esteja se alimentando direito. Aqui não falamos em comer pouco mas sim não comer com qualidade.

Alguns problemas que você pode ter estando abaixo do peso ideal:

  • Fraqueza;
  • Cansaço ou fadiga muscular;
  • Tonturas;
  • Unhas quebradiças;
  • Cabelos quebradiços;
  • Dificuldade para pensar;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Irritabilidade;
  • Esquecer até mesmo coisas simples;
  • Dor nas articulações;
  • Desmaios.

Se você se encontra dentro desse IMC e com algumas dessas sensações, procure um médico.

 

Sobrepeso

IMC entre 25 e 29,9.

Já essas pessoas são aquelas que estão só um pouco acima do peso (quando se encontram no IMC mais baixo) ou quase entrando no nível de obesidade (quando se encontram no IMC mais alto).

Junto com o sobrepeso algumas doenças e problemas podem surgir, tais como:

  • Diabetes;
  • Pressão alto;
  • Colesterol alto;
  • Fadiga;
  • Cansaço.

Portanto você pode resolver esse problema com uma dieta equilibrada e exercícios físicos.

Claro que se você não tiver nenhuma doença.

Em um primeiro momento não é necessário procurar um médico, basta uma mudança de hábitos.

Mas, por segurança é recomendado procurar um profissional da área da saúde, como médico ou nutricionista.

 

Obesidades nível 1, 2 e 3

IMC 30 e superiores.

Aqui que mora o real perigo. Junto com o peso muito acima do considerado ideal para a sua altura surgem vários problemas de saúde, tais como:

  • Diabetes de vários tipos;
  • Pressão alta;
  • Problemas cardiovasculares (como artérias e veias parcialmente obstruídas, coração fraco, pulmões com pouca capacidade de respiração);
  • Fadiga;
  • Dores de cabeça;
  • Machucados que não cicatrizam;
  • Dificuldade na mobilidade.

Esses são apenas alguns exemplos.

No entanto antes de começar qualquer prática de exercício, mesmo os mais suaves é indispensável que você procure um médico para uma bateria de exames.

Portanto se tudo estiver bem com a sua saúde (bem o suficiente para a prática de exercícios, no caso) com os exames em mãos busque uma academia com um profissional capacitada para te atender.

Junto com isso busque a orientação de um nutricionista.

Faça exames de saúde com regularidades e sempre retorne ao médico nas datas de consultas previamente marcadas.

 

Quando o IMC não é ‘real’?

Existem casos onde o IMC não condiz com a realidade de peso.

É, por exemplo, o caso de pessoas que já treinam a algum tempo e estejam com o corpo considerado ‘em forma’.

Em resumo, pessoas musculosas e esportistas.

É comum encontrar casos onde um fisiculturista ultrapasse facilmente a ‘casa’ do IMC 30, que seria, para muitos, considerado obesidade, mas que no seu caso não é.

Isso ocorre pois o IMC calcula o Índice de Massa por centímetro cúbico do corpo.

Em outras palavras ele calcula quantas gramas de peso você tem em cada centímetro cúbico do corpo.

Por esse motivo do IMC não condizer com certas realidades, as academias têm realizado cálculos diferentes na hora de tirar as ‘medidas’ de seus clientes.

É utilizado, por exemplo, um medidor de gordura corporal. Tornando assim mais correta a avaliação.

Gostou? Não esqueça de compartilhar em suas redes sociais.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here