Depressão ou tristeza? Veja a diferença entre as duas!

Depressão ou tristeza? Veja a diferença entre as duas!

6 de agosto de 2020 Off Por Carla Gomes
mulher com depressão ou tristeza

É importante entender se a tristeza é passageira ou representa algo mais sério

Em tempos de quarentena, todo mundo está meio desanimado. No entanto, é importante entender se o seu sentimento está relacionada a depressão ou tristeza. Você sabe a diferença?

Embora nosso organismo dê sinais importantes sobre a saúde mental, nem sempre é simples perceber o que se passa. Por isso, não é raro quem demore a se perceber depressivo e precisando de tratamento.

Para ajudar a entender melhor a diferença entre esses sentimentos, reunimos as informações a seguir. Boa leitura!

Entenda como reconhecer depressão ou tristeza

Todo mundo tem fases boas e ruins. Há dias em que você está mais tranquilo, outros em que está ansioso. Essas alterações são naturais. Contudo, quando a oscilação é muito grande, incluindo outros sintomas, é preciso ficar atento. Saber se o que você está sentindo é depressão ou tristeza é essencial, veja as diferenças!

Tristeza

jovem mulher pensando sobre sua tristeza

Sentir um pouco de tristeza é normal

Todo mundo vai se sentir triste em algum momento da vida. Experiências sombrias ou estressantes são naturais. A verdade é que existem diferentes tipos de acontecimento que podem te deixar triste ou infeliz. A perda de um ente querido, uma demissão do trabalho, problemas financeiros, tudo é motivo para entristecer. Até mesmo esse momento de isolamento social pode causa tristeza.

Além disso, falhar em uma prova, não conseguir um emprego legal, errar na baliza durante o teste de direção, tudo pode ser decepcionante. E a decepção é um gatilho muito relacionado ao fato de estar triste.

A questão é que depressão ou tristeza seguem em direções diferentes. Geralmente, quem está triste encontra algum conforto ao chorar, por exemplo. Para outros, conversar é suficiente. Há também quem encontre outra atividade para exacerbar os sentimentos, como corrida ou aulas de teatro.

É preciso dizer ainda que essa sensação tende a demorar, no máximo, 2 semanas seguidas. Os altos e baixos podem ser mais longevos. Contudo, a tristeza completa e dominante não costuma durar mais tempo. E quando dura, merece uma investigação médica.

Depressão

mulher com depressão

A depressão diminui o impulso de realizar atividades do dia a dia

Enquanto a tristeza é um sentimento, a depressão é uma desordem mental com efeito muitas vezes incapacitante. A doença pode acontecer em diferentes idades, gêneros e personalidades.

Contando com uma gama de sentimentos, é possível perceber se é depressão ou tristeza justamente por essa amplitude. Em geral, os sintomas iniciais incluem:

  • sensação de desencorajamento;
  • tristeza;
  • desesperança;
  • falta de motivação;
  • fata de interesse em atividades que eram consideradas agradáveis.

Em casos mais severos, os pensamentos suicidas também fazem parte dessa lista. O que acontece é que as pessoas deixam de sentir vontade de ficar perto de amigos, filhos e familiares. Além disso, deixam de querer ir à escola ou trabalho.

Mais uma vez, o período em que esse tipo de sentimento dura é bastante relevante. Se os sinais durarem mais do que 2 semanas consecutivas, tudo indica que se trata de um caso de desordem depressiva.

É quando outros sintomas se intensificam, tais como:

  • humor depressivo durante a maior parte do dia, todos os dias, com sinais claros de desesperança e tristeza;
  • perda ou ganho de peso não intencional;
  • perda de interesse por atividades normais;
  • baixa energia e cansaço;
  • insônia ou muito sono;
  • sentimento diário de culpa;
  • dificuldade em se concentrar;
  • pensamentos suicidas constantes, incluindo tentativas ou planos.

É importante dizer que apenas um médico especialista pode fechar esse diagnóstico. Contudo, sempre que houver sinais claros dos comportamentos acima, é indispensável procurar ajuda e nunca deixar a pessoa sozinha. Na depressão, a pessoa tem dificuldade em ultrapassar o dia, sendo que a tristeza é apenas um elemento dessa rotina angustiante.

Confira porque é importante saber quando é depressão ou tristeza

mulher com depressão ou tristeza

Saber se você tem depressão ou tristeza ajuda a definir o seu destino

Imagine que você descobre que tem diabetes A doença crônica exige que você faça mudanças na sua rotina. Entender se você tem depressão ou tristeza vai te ajudar a guiar esse tipo de alteração comportamental, assim como a busca pelo tratamento tal como em outra doença.

O que acontece é que, muitas vezes, a depressão é minimizada tanto por paciente como por pessoas ao redor. Infelizmente, há quem ache que se trata de um exagero ou de apenas drama. Entretanto, assim como em qualquer outro distúrbio, acontecem alterações físicas que levam ao estado emocional depressivo.

Quando o cérebro está funcionando de forma adequada, é possível modular as emoções negativas. Mesmo estando triste, você vai conseguir trabalhar e cumprir suas atividades normalmente. Entretanto, quando o distúrbio se instala, as regiões que cuidam das emoções ficam hiperativas.

Na prática, isso significa que fica difícil separar a tristeza e os sentimentos negativos da rotina. Isso acontece porque neurotransmissores como serotonina e noradrenalina estão com sua produção alterada. É quando entra a necessidade de tomar remédios e também fazer terapia, por exemplo.

Descubra que tipo de tratamento é preciso fazer para tratar depressão ou tristeza

remédio contra a depressão

O tratamento da depressão exige medicação específica

Quando uma pessoa está triste, uma saída para tomar sorvete ou mesmo uma música alegre serve para melhorar o humor. Já na depressão, é preciso agir diretamente nos neurotransmissores. Para isso, existem diferentes tipos de medicamento.

Em geral, seja na depressão ou tristeza, os remédios podem ser acompanhados de acompanhamento psicológico. Conversar sobre a rotina, os problemas e os sentimentos ajuda a diminuir a carga mental. Consequentemente, o caminho para a cura ou melhora fica mais fácil.

Para casos mais extremos de depressão, há inclusive a necessidade de internação. Quando há risco de a pessoa fazer mal a si mesmo, todas as alternativas mais rígidas tendem a ser necessárias.

É por isso que entender se é depressão ou tristeza é tão importante. Enquanto uma pode ser resolvida em questão de dias, outra demanda um tratamento multidisciplinar mais sério, inclusive com necessidade de medicação.

Conseguiu entender melhor a diferença entre essas duas situações? Então aproveite para compartilhar esse artigo em suas redes sociais! É possível que algum amigo esteja precisando desse tipo de informação para conseguir entender melhor o que está passando!